ARTE

sexta-feira, 20 de abril de 2018

Ah, a arte!
Ela traz dentro de si,
o ar que gera a vida
da alma, do artista.
Ar, a ti!
Seja feita a tua vontade!
Derivando palavras
dentro da própria arte,
fiz a travessura de
descobrir o verbo ter,
no futuro:e terás sucesso,
paz e muita inspiração!
Para pintar de cores vivas...
o ar,a terra,a vida.
Que celebres o casamento
entre palavras e tintas
e faça extinta toda oposição
a arte!Viva a arte viva!


Justiça

segunda-feira, 9 de abril de 2018

Prefiro pensar na justiça
como uma mãe que protege
e que por isso às vezes,
tem que ser muito dura!
Mas também penso nela...
como luta. Ela sempre me lembra
a dor pela igualdade.
Diante deste cenário de hoje
eu me pergunto só onde ela
está. Se pelas praças vejo
indiferença, e até a crença
de que nada mudará.
Como a esperança mora
em mim, sigo gritando:
JUSTIÇA! JUSTIÇA!
JUSTIÇA! JUSTIÇA!

Tolerância

Gritem pela paz, clamem a paciência!
Ditem às ciências, novo rumo!
Que se volte a caminhos, à procura
do amor. Tenho para mim, que
se encontrado, outra vez retornaria
a paciência, a tolerância, e a visão
do outro! E outra vez nos abraçaríamos
como quem tem sede de presença.
E daríamos adeus a solidão
E a Deus, daríamos a nossa gratidão!

Ética e Moral

Não sei se estou na terra
ou se é erro de visão.
Só vejo choro,
violência e solidão.
Espancaram a esperança
levaram embora a moral.
A ética tão elegante
faceira perspicaz
já não consegue abraçar
a ideologia de meu país!
Eu vou lá e cá. passo outra vez
não encontro lugar.
Onde esconderam a pureza
do olhar das crianças?
onde jogaram a inocência
das paqueras, que hoje só ficaram...
Menos o amor.
Onde estou? cadê meu país,
 meus jovens e o carnaval de outrora?
Vamos embora, "que esperar
não é saber"!

Primeiro

quinta-feira, 5 de abril de 2018

primeiro morrem os sonhos
Depois vem um silêncio
quase mortal de que a alma
se apodera. Quem dera
compreender os homens
a vida e os tormentos, para
não deixá-los sucumbir a
minha alma!
Quero voltar ao inicio
ao primeiro sonho
e  tentar fazer um amor,
que gere de novo os
sonhos da última hora.

Espera é fogo

terça-feira, 3 de abril de 2018

Em consultório médico
Esperar queima o coração.
Lapida qualquer temperamento.
É momento de quebrantamento e
Por que não? Tormento da alma do
Corpo... E o cansaço. Estado da não graça.
O que se espera é que o pós momento
Seja de paz!

ABDUZIDO

segunda-feira, 2 de abril de 2018

O que chamam de ser abduzido,
eu chamo de outro nome.
ARREBATADO!
Eu serei. E não tenho medo.
Vou der levada ao encontro do Rei!
Já estou preparando as vestes.
Será fantástico...

Tecnologia do Blogger.
 
any, a poetisa © Copyright | Template By Mundo Blogger |